O Comitê RN
 Atividades
 Linha do Tempo
 ABC Reprimidos
 ABC Repressores
 Comissões IPMs
 BNM Digital no RN
 Coleção Repressão
 Coleção Memória
 Mortos Desaparecidos
 Repressão no RN
 Acervos Militantes
 Bibliografia RN
 RN: Nunca Mais
 Áudios
 Videos
 Galerias
 Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Rede Mercosul
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique

Comitê Estadual pela Verdade, Memória e Justiça RN
Centro de Direitos Humanos e Memória Popular CDHMP
Rua Vigário Bartolomeu, 635 Salas 606 e 607 Centro
CEP 59.025-904 Natal RN
84 3211.5428
enviardados@gmail.com

 

Envie-nos dados e informações:
DHnet Email Facebook Twitter Skype: direitoshumanos

 

Comissões da Verdade Brasil | Comissões da Verdade Mundo
Comitê de Verdade Estados | Comitê da Verdade RN

Inicial | Reprimidos RN | Mortos Desaparecidos Políticos RN | Repressores RN

 

Textos

Aldemir Lemos
Geraldo Guedes

Sei que hoje pensamos politicamente diferente. Estamos aí deveras distantes, mas não como humanos que somos, acredito. Guardo lembranças da solidariedade vivida naquele tempo de grande esforço para se construir um partido. Os dois Lemos e eu compartilhamos momentos inesquecíveis.

Quando materialmente não se tinha quase nada para nos movimentarmos, cada um dava do seu o que podia, um emprestava o carro, outro um pouco de dinheiro.

Eu tinha uma Honda CG 125, corria prá lá e prá cá com ela, como secretário geral estadual, resolvendo burocracias junto aos cartórios, buscando filiações. Uma noite, deixe-a na sede provisória - não era ainda na Praça João Maria, era uma casa simples, em Lagoa Nova(?).

No outro dia falei: Aldemir, roubaram minha moto, e foi aquele cabra de Ceará Mirim, presente na reunião de ontem, quem a levou, soube que está fazendo farra com ela por lá, com uma mulher na garupa. "Vamos lá!" disse Aldemir - e seguimos num fusca não me lembro de quem.

Chegamos e disseram "ele foi por essa estrada ai, já jogou a moto na água, já fez a maior zoeira por aqui". E lá fomos atrás dele pela estrada de terra. Tempo depois lá vem o sujeito, ainda meio pingaiado, sozinho, todo alegre na moto.

Aldemir dirigia, e já cruzou o fusca na frente, não me lembro se estávamos armados, acho que não, mas já dissemos "vai na frente devagar, nós vamos te seguindo, foge não se não vai se dar mal, vamos prá delegacia" "Escoltamos" o sujeito até lá e o entregamos ao delegado, tendo eu minha moto de volta. Já ele preso, dispensei fazer o BO. Quando saímos ele gritou lá das grades: "Deputado - éramos candidatos - me tire daqui, vou votar no senhor!".

Saímos aos risos, contentes pelo êxito de nossa jornada. Resumindo: fiquei com uma baita admiração pela coragem e solidariedade daquele companheiro.

E do outro Lemos, o Rubens, poderia falar de muitas das suas atitudes de gentileza comigo, um diferencial no PT de então. Porém o post é Aldemir.

^ Subir

< Voltar

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar
Comitês de Educação em Direitos Humanos Estaduais