Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 MNDH Brasil
 ONGs Direitos Humanos
 ABC Militantes DH
 Rede Mercosul
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Mundo Comissões
 Brasil Nunca Mais
 Brasil Comissões
 Estados Comissões
 Comitês Verdade BR
 Comitê Verdade RN
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique
 

Tecido Social
Correio Eletrônico da Rede Estadual de Direitos Humanos - RN
Nº 250 (10/11/08) - Edição Comemorativa do 5º Aniversário

 

Exposição sobre a história da ditadura de 1964 no Brasil está em cartaz em Natal, no Norte Shopping, Zona Norte da cidade

Tudo pronto para a entrega do XV Prêmio Estadual e o XII Prêmio Jornalístico de Direitos Humanos do Rio Grande do Norte

O I Seminário de Educação em Direitos Humanos do Rio Grande do Norte, em setembro, contou com uma ampla participação e deu o primeiro passo rumo à construção do Plano Estadual

O Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos - RN visita universidades e colégios, envolvendo-os na construção do Plano

Inscrições abertas para o Prêmio Direitos Humanos 2008



DIREITO A MEMÓRIA E A VERDADE NO RN
Exposição sobre a história da ditadura de 1964 no Brasil está em cartaz em Natal, no Norte Shopping, Zona Norte da cidade

Algumas das mais marcantes cenas dos 21 anos de repressão que dominaram o país entre a promulgação do primeiro Ato Institucional até a primeira eleição direta para presidente podem ser revistas na exposição Direito à Memória e à Verdade – A Ditadura no Brasil: 1964 a 1985, que fica em cartaz até o dia 7 de dezembro, de segunda à domingo, das 10:00 às 22:00 horas, no Norte Shopping, na Av. Dr. João Medeiros Filho, na Zona Norte de Natal, com entrada franca.

Fruto de uma parceria do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular (CDHMP) com a Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH) da Presidência da República, essa exposição foi concebida para comemorar os 27 anos de promulgação da Lei da Anistia, completados no ano passado, e recupera a memória do golpe que mergulhou o país numa ditadura de 21 anos com imagens que vão do culto ecumênico realizado na Catedral da Sé pela morte do jornalista Wladimir Herzog (considerado a primeira mobilização pública contra o AI-5) ao comício da campanha “Diretas Já” na mesma praça.

Às cenas que se tornaram símbolo da luta pela democracia, como a troca de presos políticos pelo embaixador americano Charles Elbrick ou o embate entre estudantes e polícia na rua Maria Antônia, em São Paulo, somam-se registros até então inéditos ao grande público, como a praça do Congresso Nacional tomada por tanques de guerra. São ao todo cerca de 160 imagens, organizadas cronologicamente em painéis de 2 metros de altura.

A exposição “Direito à Memória e à Verdade – A ditadura no Brasil: 1964 a 1985” fica em cartaz de 20 de outubro a 8 de novembro no Salão de Exposições da Fundação Capitania das Artes. O horário de visitação é de segunda a domingo, das 09:00 às 17:00 horas, com entrada franca.

Em outras etapas a exposição também irá percorrer as principais cidades do interior do Estado em parceria com a Fundação José Augusto. Mais informações podem ser obtidas pelos telefone (84) 3221-5932 / 3201-4359 / 9977-8702 (Roberto Monte) e (84) 9999-7480 (Aluízio Matias) e através do portal DHNet - Rede Direitos Humanos e Cultura, no endereço www.dhnet.org.br/dados/banco_imagens/memoria64/index.htm.

VT com o Ministro Paulo Vanucci, da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, convidando a população de Natal RN, a assistirem a Exposição Direito à Memória e à Verdade, material produzido pelo CDHMP Centro de Direitos Humanos e Mmeória Popular e pela Rede Estadual de Direitos Humanos RN.
Produção de Italo Valério
Tempo: 0'33"

Exposição SEDH no RN - Direito à Memória e à Verdade I
Tempo: 2'42"

^ Subir

PRÊMIO EMMANUEL BEZERRA DOS SANTOS
Tudo pronto para a entrega do XV Prêmio Estadual e o XII Prêmio Jornalístico de Direitos Humanos do Rio Grande do Norte

O Centro de Direitos Humanos e Memória Popular (CDHMP) realizará no próximo dia 5 de Dezembro, das 08:30 às 12:30, no Plenarinho da Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte, a cerimônia de entrega do XV Prêmio Estadual de Direitos Humanos “Emmanuel Bezerra dos Santos” e do XII Prêmio Jornalístico de Direitos Humanos.

Esse ano o XV Prêmio Estadual de Direitos Humanos será entregue ao professor Geraldo Soares Wanderley, um educador humanista que tem dedicado grande parte de sua vida na luta e promoção de boas práticas em Direitos Humanos. Já o XII Prêmio Jornalístico será entregue ao jornalista do Diário de Natal / O Poti Yuri Borges de Araújo, militante comprometido com a difusão dos Direitos Humanos na mídia. O evento também irá conceder um Prêmio Especial a Perly Cipriano, um valoroso humanista dedicado à promoção dos Direitos Humanos no nosso país, e a Maria das Graças Silva, Gracinha, militante histórica, fundadora da Comissão de Justiça e Paz da Arquediocese de Natal e coordenadora da Pastoral do Irmão Carente da Paróquia de Morro Branco.

O Prêmio Estadual de Direitos Humanos foi criado em 1994, em homenagem ao militante e ex-desaparecido político Emmanuel Bezerra dos Santos, e tem o objetivo de agraciar aquelas pessoas ou entidades comprometidas com os Direitos Humanos, as liberdades democráticas e a defesa da vida. O Prêmio Jornalístico de Direitos Humanos foi criado em 1997 com o intuito de homenagear os jornalistas identificados com a causa e a promoção dos Direitos Humanos e da Cidadania.

Para maiores informações, contatar o CDHMP (84) 3221-5932
Roberto Monte: (84) 9977-8702, dhnet@dhnet.org.br
Aluízio Matias (84) 9999-7480, cdhmp@dhnet.org.br

^ Subir

PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS
O I Seminário de Educação em Direitos Humanos do Rio Grande do Norte, em setembro, contou com uma ampla participação e deu o primeiro passo rumo à construção do Plano Estadual

No dia 11 de setembro aconteceu em Natal, no Centro de Referência em Educação Aluízio Alves no bairro da Cidade da Esperança, o Seminário de Educação em Direitos Humanos do Rio Grande do Norte: uma das etapas fundamentais da construção do Plano Estadual de Educação em Direitos Humanos - RN (PEEDH-RN).

Participaram do Seminário, que começou às 9 e terminou às 18 horas, mais de 100 pessoas de diversos setores da sociedade potiguar, entre os quais representantes da Secretaria Municipal de Educação de Natal, que forneceu o espaço para o encontro; de universidades públicas e particulares tais como a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), a Faculdade de Excelência Educacional do Rio Grande do Norte (FATERN) e a Faculdade de Ciências, Cultura e Extensão do Rio Grande do Norte (FACEX); do Conselho Estadual de Direitos Humanos (COEDHUCI-RN); da Ouvidoria da Defesa Social; da Polícia Militar; do Fórum de Mulheres do Rio Grande do Norte; da Igreja Católica; da Coordenadoria de Direitos Humanos da Secretaria de Justiça (CODEM/SEJUC); de diversas organizações da sociedade civil, de canais de televisão como o Canal Futura, alem da maciça presença de operadores e operadoras da educação no Estado.

O evento contou também com a presença da professora Maria de Nazaré Tavares Zenaide da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), uma referência nacional da educação em direitos humanos, membro do Comitê Nacional e ex-Coordenadora de Educação da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República. Após a abertura do encontro, ela ministrou uma palestra sobre o percurso que levou à construção do Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos (PNEDH) e o conteúdo, os objetivos e os princípios norteadores dos cinco Eixos Temáticos do documento com o intuito de orientar os trabalhos do Seminário.

Na fase sucessiva, foram compostos cinco Grupos de Trabalho temáticos correspondentes aos cinco Eixos do Plano: Educação Básica, Educação Superior, Educação Não Formal, Educação dos Profissionais dos Sistemas de Justiça e Segurança Pública e Educação e Mídia. Os grupos se reuniram em salas separadas e durante o resto da manhã travaram intensas discussões, de alto nível qualitativo, que produziram uma elevada quantidade de propostas a serem debatidas na plenária. Os trabalhos de cada grupo foram acompanhados por um facilitador do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos (CEEDH-RN) e escolheram um coordenador e um relator, este último com as funções de sistematização das propostas.

Após o almoço, a plenária se reuniu no Auditório do Centro de Referência em Educação Aluízio Alves onde, sob a coordenação de uma mesa composta pelo membros do CEEDH-RN Antonino Condorelli (Centro de Direitos Humanos e Memória Popular e Coletivo Quan An) e Pe. Fábio Santos (Igreja Católica e Projeto Tear de São Miguel do Gostoso), os relatores dos cinco Grupos de Trabalho apresentaram as propostas dos mesmos. Após a apresentação das propostas de cada grupo, estas foram submetidas a discussão e destaques, acréscimos, modificações e novas propostas foram englobadas.

As propostas dos cinco Grupos de Trabalho temáticos do Seminário serão formatadas pelo sistematizador do CEEDH-RN e representarão o documento-base para a redação da minuta do Plano Estadual.

Durante o seminário, aconteceu também a entrega da maleta pedagógica do Canal Futura para a coordenação do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos. O material educativo multimídia contido na maleta está à disposição da população potiguar na sede do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular (CDHMP).

O processo iniciado com ampla participação e envolvimento no Seminário de Educação em Direitos Humanos prosseguirá com cinco Audiências Públicas nas cidades de Parnamirim, Mossoró, Caicó, Pau dos Ferros de São Miguel do Gostoso, onde serão levantadas novas propostas e sugestões. Nas próximas semanas também serão ouvidos representantes de diversas entidades e instituições da sociedade potiguar e serão levantadas as diretrizes referentes à educação contidas nas Conferências Temáticas Estaduais, que serão remetidas às discussões dos Grupos de Trabalho temáticos internos do Comitê.

Para ampliar a discussão e envolver o maior número possível de pessoas, o Comitê – através do projeto Direitos Humanos em Tempos de Desumanização, em parceria com a UERN – produzirá diversos instrumentais: dois spots para televisão que serão veiculados pela TV Universitária e a TV Assembléia; um mini-jornal intitulado “Educação em Direitos Humanos – Construindo o Plano Estadual do Rio Grande do Norte”, que tem como objetivo fornecer subsídios para a elaboração de propostas; e um cartaz. Através de uma parceria entre a Faculdade de Ciências Empresariais e Estudos Costeiros de Natal (FACEN) e a Rede Estadual de Direitos Humanos – RN (REDH-RN), além do mais, o Comitê vai lançar até o dia 20 de setembro um Curso Livre à Distância sobre Educação em Direitos Humanos e a Construção do PEEDH-RN.

O processo culminará no Encontro Estadual de Educação em Direitos Humanos do Rio Grande do Norte, que acontecerá em Natal em 2009, no qual será aprovada e ratificada a versão definitiva do Plano Estadual de Educação em Direitos Humanos (PEEDH-RN).

^ Subir

O Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos - RN visita universidades e colégios, envolvendo-os na construção do Plano EDH RN

Entre a segunda metade de outubro e a primeira semana de novembro, membros do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos do Rio Grande do Norte (CEEDH-RN) visitaram a Faculdade de Ciências Empresariais e Estudos Costeiros de Natal (FACEN), a Faculdade de Excelência Educacional do Rio Grande do Norte (FATERN-GAMA FILHO) e o colégio Centro de Educação Integrada (CEI) de Natal. Nestes encontros, o coordenador do Comitê e da Rede Estadual de Direitos Humanos - RN (REDH-RN), Roberto Monte, e o jornalista e educador em direitos humanos Antonino Condorelli (coordenador da organização-não-governamental Coletivo Quan An, membro da equipe do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular, da REDH-RN e do CEEDH-RN) ministraram palestras de sensibilização sobre direitos humanos e cidadania, distribuíram material de suporte para as atividades didáticas de educação em direitos humanos desenvolvidas por aquelas instituições, mobilizaram os alunos e professores destas para que se envolvam no processo de construção do Plano Estadual de Educação em Direitos Humanos (PEEDH-RN) e forneceram subsídios para a elaboração de propostas para o mesmo.

Estas atividades se inserem no âmbito do intenso trabalho de visitas a representantes de forças vivas da sociedade potiguar (instituições, entidades da sociedade civil, igrejas, sindicatos, etc.) que o Comitê vem desenvolvendo desde setembro, logo depois do seminário que aconteceu em Natal, com o intuito de levantar propostas e subsídios para a construção do Plano Estadual de Educação em Direitos Humanos (PEEDH-RN).

^ Subir

Inscrições abertas para o Prêmio Direitos Humanos 2008

O Prêmio Direitos Humanos é uma honraria concedida pelo Governo Federal por meio da Secretaria Especial dos Direitos Humanos a pessoas e organizações cujos trabalhos em prol dos Direitos Humanos sejam merecedores de reconhecimento e destaque por toda a sociedade.

Na edição de 2008 o Prêmio apresenta um enfoque especial, por ser realizado no contexto das comemoraçõeso dos 60 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
As sugestões de indicações de instituições e pessoas a serem premiadas deverão ser encaminhadas, para as categorias:

1 - Santa Quitéria do Maranhão - erradicação do sub-registro de nascimento;
2 - Dorothy Stang – defensor de direitos humanos;
3 - Enfrentamento à Violência;
4 - Enfrentamento à Pobreza;
5 - Igualdade de Gênero;
6 - Igualdade Racial;
7 - Garantia dos Direitos das Pessoas com Deficiência;
8 - Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente;
9 - Garantia dos Direitos da Pessoa Idosa;
10 - Educação em Direitos Humanos;
11 - Erradicação do Trabalho Escravo.

Mais informações:
Coordenação Geral de Educação em Direitos Humanos
Telefones: (61) 3429.9817/3048/9865
www.sedh.gov.br

^ Subir

Vídeo da nossa edição 250
Trata-se da apresentação de diversas experiências exitosas em Direitos Humanos no Brasil, nos estados e municípios, que vão desde a atuação de defensores, ONGs e poder público, passando por práticas inovadoras de educação em direitos humanos, incluindo também o processo de articulação e mobilização da sociedade para a utilização dessas experiências.Curso DHnet em parceria com o CDHMP Centro de Drieitos Humanos e Memória Popular.

Redação de Tecido Social

^ Subir

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar