Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 MNDH Brasil
 ONGs Direitos Humanos
 ABC Militantes DH
 Rede Mercosul
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Mundo Comissões
 Brasil Nunca Mais
 Brasil Comissões
 Estados Comissões
 Comitês Verdade BR
 Comitê Verdade RN
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique

Militantes Brasileiro(a)s de Direitos Humanos
Biografia

Dermi Azevedo

Jornalista e cientista político. Nascido em Jardim do Seridó/RN em 1949, foi criado em Currais Novos, cidade que adotou como sua. Autor de reportagens na Europa, América Latina e África. Repórter e redator das revistas e dos jornais: A Folha de Caicó, Tribuna Estudantil, Tribuna do Norte, Diário de Natal, A Ordem, Salário Mínimo, Visão, Revista de Cultura Borges, de Petrópolis/RJ, O Bandeirante, de Lins, Última Hora de São Paulo, Domingo Ilustrado, Manchete, Fatos e Foto, Jornal da Tarde, Veja, Isto É, Diário do Grande ABC, Aqui São Paulo, Revés do Avesso. Foi correspondente, no Brasil, da Revista Francesa Informations Catholiques Internacionales de Paris e da Revista Isto É em Roma. Fez a cobertura de várias viagens do Papa João Paulo II, no Brasil e no exterior. Foi diretor do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo durante dois mandatos. Cobriu também o Sinodo Mundial dos Bispos, no Vaticano, por ocasião dos 25 anos do Concílio Vaticano II. É um dos fundadores, em 1982, do Movimento Nacional dos Direitos Humanos, do qual foi Secretário Nacional de Comunicação e Políticas Públicas. Foi fundador e primeiro presidente da Cooperativa dos Jornalistas de Natal Ltda. (COOJORNAT). Ex-presidente da Comissão Justiça e Paz, da Arquidiocese de Natal. Ex-professor e Coordenador do Curso de Comunicação Social da Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP/SP).

Foi presidente do Diretório Acadêmico D. Hélder Câmara, da então Escola de Serviço Social de Natal. Em 1968, com outros líderes estudantis potiguares, participou do XXX Congresso da UNE, onde viveu sua primeira prisão política; tendo retornado a Natal e diante da impossibilidade de permanecer em seu Estado, regressou ao Sudeste do país exilando-se depois no Chile em 1970 e 1971. Voltou ao Brasil e foi novamente preso em 1974 por duas vezes.

Exerceu funções de confiança no Governo do Estado de São Paulo, desde o primeiro mandato do Governador Mário Covas, em 1995. Nessa época, participou da equipe dos secretários Belisario dos Santos Junior e Edson Lius Vismona, entre outros.

Ocupou sucessivamente as funções de assessor de Imprensa da Secretaria da Administração Penitenciária; foi Editor Chefe do Diário Oficial do Estado de São Paulo; Assessor Técnico do Secretário da Justiça e da Defesa e Cidadania; representante do Governo do Estado no Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana; representante da Secretaria da Justiça na Comissão Especial de Acompanhamento do Programa Estadual de Direitos Humanos; representante da Secretaria da Justiça na Comissão de Polícia Comunitária e na Comissão de Direitos Humanos da Polícia Militar do Estado de São Paulo, representante da Secretaria da Justiça na Comissão de Assessoria ao Governador Mário Covas na questão do Ensino Religioso nas escolas públicas estaduais. De 2000 a 2009, foi presidente do Conselho Deliberativo do Programa Estadual de Proteção a Testemunhas (PROVITA/SP) e presidiu o Colégio Nacional de Presidentes dos Conselhos Deliberativos dos Programas de Proteção às Testemunhas.

Fez seus estudos básicos nos Seminários São Cura d’Ars, de Caicó, e de São Pedro, em Natal. Ingressou depois no Curso de Serviço Social da UFRN em 1967, transferindo-se depois para o Curso de Jornalismo. Em São Paulo, fez Especialização em Política Internacional na Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), com um trabalho sobre a política externa no Vaticano. Mestre em Ciência Política pela Universidade de São Paulo, com uma tese sobre “Relações Igreja/Estado no Brasil durante o regime autoritário-buracrático (1964-1985)”. Doutor em Ciência Política na USP, sobre o tema “Igreja e Democracia. Democracia na Igreja”. Tendo como orientador o Prof. Dr. Paulo Sérgio Pinheiro. Fundador e diretor do CEPE (Centro Ecumênico de Estudos e Publicações Frei Tito de Alencar Lima). De 2010 a 2011, foi gerente de formação do Instituto de Terras do Estado de São de Paulo/ITESP, onde coordenou cursos de formação em Direitos Humanos. Nesse mesmo período, coordenou o Projeto Memória dedicado a recuperar a memória histórica brasileira durante o regime ditatorial. É membro da Igreja Episcopal de Comunhão Anglicana, onde integra as Comissões Nacional e Regional da Amazônia de Direitos Humanos. É portador da Síndrome de Parkinson. Foi casado com a Pedagoga Darcy Andozia Azevedo, mãe dos seus filhos Carlos Alexandre, Daniel, Estevão e Joana Angélica. Sua atual esposa é a pedagoga Elis Regina Almeida Azevedo, mãe de Paula, Bethânia e Fernanda.

^ Subir

DHnet - Rede de Direitos Humanos e Cultura
Centro de Direitos Humanos e Memória Popular
Rede Brasil de Direitos Humanos
Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar