Direitos Humanos
 Desejos Humanos
 Educação EDH
 Cibercidadania
 Memória Histórica
 Arte e Cultura
 Central de Denúncias
 Banco de Dados
 MNDH Brasil
 ONGs Direitos Humanos
 ABC Militantes DH
 Rede Mercosul
 Rede Brasil DH
 Redes Estaduais
 Rede Estadual RN
 Mundo Comissões
 Brasil Nunca Mais
 Brasil Comissões
 Estados Comissões
 Comitês Verdade BR
 Comitê Verdade RN
 Rede Lusófona
 Rede Cabo Verde
 Rede Guiné-Bissau
 Rede Moçambique

 

PASSE LIVRE DO C I D A D Ã O


Façamos cumprir a Constituição.
Os seus direitos dependem do respeito à Constituição e às leis.



Cidadão:
De acordo com a Constituição Federal de 1988,

1 - Domicílio
Sua casa é inviolável. Ninguém pode nela penetrar sem seu consentimento, salvo em caso de flagrante delito, prestar socorro, ou durante o dia por determinação judicial.

2 - Identificação Criminal
Caso tenha sua Carteira de Identidade, não poderá ser submetido à identificação criminal.

3 - Você só pode ser preso:
a) em flagrante delito;
b) por ordem escrita e fundamentada (mandado de prisão) do Juiz.

4 - Se você for preso, quais os seus direitos?
a) de ter respeitada a sua integridade física e moral (não ser espancado ou submetido a humilhações);
b) de ter, a sua prisão e local onde se encontra, comunicados imediatamente ao Juiz e a sua família ou pessoas por você indicadas, bem como a sua apresentação logo após a prisão ao Juiz plantonista;
c) de ser informado de seus direitos, entre os quais de permanecer calado;
d) de ser assistido por sua família e por advogado (contratado ou dado pelo Estado);
e) a identificação dos responsáveis por sua prisão ou por seu interrogatório na polícia;
f) de obter liberdade provisória, com o pagamento ou não de fiança, quando a lei assim permitir.

5 - É dever do Juiz relaxar a prisão feita ilegalmente.
6 - É livre a manifestação do pensamento.
7 - É plena a liberdade de associação para fins lícitos.
8 - Ninguém pode sofrer qualquer tipo de discriminação.

Apoio:
Agentes de Direitos Humanos de Porto Alegre - Anistia Internacional - Associação dos Promotores Legais Populares - Associação do Ministério Público - ARI (Associação Riograndense de Imprensa) - Brigada Militar - Câmara de Vereadores de Porto Alegre - Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembléia Legislativa - Coord. Direitos Humanos e Cidadania de Porto Alegre - CORAG - Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul - Faculdade de Direito da UFRGS - FAMURS - OAB/RS - Polícia Civil - Procuradoria Geral do Estado do Rio Grande do Sul - RADH/RS (Rede Aberta de Direitos Humanos) - Secretaria da Justiça e da Segurança do Estado do Rio Grande do Sul - Themis Assessoria Jurídica e Estudos de Gênero.


D E F E N D A - S E
EM CASO DE VIOLAÇAO, PROCURE:

Ouvidoria da Justiça e da Segurança do RS
Fone: 288.1973, 228.1972 e 228.1982
Juiz de Direito - Promotor de Justiça - Defensor Público
CCDH - Assembléia Legislativa do Estado
Corregedoria do BM - Fone: (51) 228.2623 ou suas unidades no município
Corregedoria da Polícia Civil - Fone: (51) 331.7737 ou delegacia de sua cidade.

Desde 1995 © www.dhnet.org.br Copyleft - Telefones: 055 84 3211.5428 e 9977.8702 WhatsApp
Skype:direitoshumanos Email: enviardados@gmail.com Facebook: DHnetDh
Google
Notícias de Direitos Humanos
Loja DHnet
DHnet 18 anos - 1995-2013
Linha do Tempo
Sistemas Internacionais de Direitos Humanos
Sistema Nacional de Direitos Humanos
Sistemas Estaduais de Direitos Humanos
Sistemas Municipais de Direitos Humanos
História dos Direitos Humanos no Brasil - Projeto DHnet
MNDH
Militantes Brasileiros de Direitos Humanos
Projeto Brasil Nunca Mais
Direito a Memória e a Verdade
Banco de Dados  Base de Dados Direitos Humanos
Tecido Cultural Ponto de Cultura Rio Grande do Norte
1935 Multimídia Memória Histórica Potiguar